[Resenha] A Espada de Kuromori - Jason Rohan

5 de junho de 2015
   
Bom!
Tradução: Ricardo Gouveia | Diagramação: Mauricio N. Gonçalves | Páginas: 303| Autor: Jason Rohan | Lançamento: 2014 | Primeira Edição | Skoob | Compre | Livro cedido pela Brinque-Book
"A antiga profecia japonesa está prestes a se cumprir, em apenas nove dias, parte dos Estados Unidos será destruído por um terremoto assustador e milhares de pessoas iram morrer, só resta apenas uma pessoa para conseguir acabar com o oráculo, que é Kenny Blackwood."

 Olá, humanos! Hoje, trago a resenha de um livro que não estou acostumado em minha rotina literária, mas que também foi super proveitosa conhecer um pouco mais sobre o folclore e a cultura japonesa. 

 Esse é o primeiro livro que leio que envolve um pouco de suspense e que tem a localidade em Tóquio e eu já tinha me interessado por ser um livro do Jason Rohan, que já trabalhou na redação da Marvel Comics.

 Já pensou em viajar para um país com uma cultura totalmente especial, mas que pode-se encontrar criaturas bizarras? Isso é encontrado no livro "A Espada de Kuromori", publicado pela editora Escarlate, selo do grupo Brinque-Book voltado ao gênero de ficção infanto-juvenil. Algumas primeiras impressões sobre o livro é que como falava de um local totalmente novo que estava acostumado a minha "rotina de leitura" eu fiquei até certo ponto empolgado, porém a leitura não foi tão fascinante quanto.
 Narrado em terceira pessoa, Kenny Blackwood, é o nosso protagonista, um garoto com quinze anos que, infelizmente, a sua mãe faleceu quando ele era criança, Kenny não teve totalmente contato com o pai, pois o próprio pai decidiu coloca-lo em um internato nos Estados Unidos, porém o seu avô, Lawrence, sugeriu que ele passa-se as férias ao lado do seu pai no Japão, e também já tinha bastante tempo sem encontrá-lo, então Kenny decide ir, mas o que não esperava é encontrar "monstros" que jamais tinha visto antes em sua vida.

 Logo no começo, enquanto está no avião, ele lê uma carta que o seu avô tinha deixado para ele, e de repente o garoto avista uns seres bem estranhos ao seu redor durante o voo e ele acaba se assustando de uma maneira tão desesperada e engraçada o qual fez desabar em cima de uma senhora, e então o nosso protagonista acaba chamando atenção de todos, só que ele é o ÚNICO naquele local que consegue ver as criaturas estranhas – nomeados youkai –.
 Mas, o garoto caiu em uma armadilha, o funcionário (de mentira) nomeado Sato sempre lançava perguntas bastantes suspeitas para o garoto e o que desejava saber era as informações encontradas na carta do senhor Lawrence, e aí que a coisa começa a pegar fogo. 
 Logo, Kenny acaba sendo preso e rodeado de perguntas pelas assustadoras criaturas, mas ele acaba sendo salvo pela garota Kiyomi e ele fica extremamente surpreso por ser liberto por uma menina, e partir daí ele também acaba encontrando o seu pai, Harashima.
 A diagramação do livro está bem bacana, as folhas são amareladas e grossas (o que aparenta do livro ser um pouco grandinho), a capa também está bem detalhada, mas o que gostei bastante foi que a editora deixou a obra recheada de expressões em japonês, como exemplo na numeração das páginas, e eles colocaram também um glossário com todas as traduções dos termos apresentados.

 Por mais que a obra tenha uma história de aventura intensa, a leitura foi até certo ponto fraca e cansativa, mas tentei me esforçar o máximo possível para saber o que acontece no final e me surpreendi extremamenteAlgumas partes eram confusas para mim, porém superou bastante no final e me deixou com gostinho de quero mais, assim, já quero adquirir “O Escudo de Kuromori” que será lançado em breve.
 Em suma, dedico esse livro para quem aprecia a cultura japonesa e todos os folclores, a leitura pode não ter funcionado totalmente comigo, mas quem sabe pode te agradar bastante! Uma obra recheada de aventura, suspense, romance e personagens totalmente elevados ao extremo, o que apresentamos uma relação de amor e ódio por eles (rs), a obra, "A Espada de Kuromori" precisa ser desvendada por você.
"Pare de viver no passado, Kenneth (...) Deixe pra lá, cara. O dia de hoje é uma dádiva, é por isso que é chamado de presente."
 N O S  A C OM P A N H E   N A S   R E D E S   S O C I A I S
  

13 comentários:

  1. OIEEEN LUASN ♥
    MEO DEUS, POST-IT EU QUERO!
    Gostei da diagramação do livro pelas suas fotos, curti bastante o trabalho da editora, e algo me diz que é ainda melhor pessoalmente. Não conhecia esse livro, porém fiquei curiosa para ler. Suspense não é "muito a minha praia", mas vou dar uma chance...quem sabe. né?
    MilkMilks ~
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI DREEHSSS!
      Awn, que bom que gostou do livro, e também achei muito bonita a diagramação dele ♥ Obrigado e fico feliz em tu ter gostado das fotos, espero que dê uma chance a ele!
      VíciosVícios :*

      Excluir
  2. Oi!
    sou uma apreciadora da Cultura Oriental. China e Japão estão nas minha prioridades, principalmente no que concerne à saúde. Tenho, no momento, lido mais teóricos, nunca li um romance sobre o assunto, acho que gostaria de me aventurar. Achei a capa linda.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiiiie Luuuan <3
    Poxa, sua resenha está ótima, como sempre. Gostei muito dessa capa e a edição parece estar muito bonita mas realmente não é meu gênero, então eu não leria o livro, mesmo assim, que bom que gostou ;)

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ai que fotos liendas! Você ficou no meio termo com a leitura. Acho que se eu lesse ficaria na mesma situação o.o
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Luan

    Eu gosto de ler livros que me apresenta outras culturas. E a japonesa sempre me fascinou. Mas, pelo o que você pontou, o livro não parece ser uma boa narrativa.
    Talvez em outro momento eu venha me interessar.

    O que eu gostei mesmo foram das fotos do livro. Criativas!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Luan! Também não li nada do tipo. A história não me chamou muito a atenção, mas sempre acho válido fugir da zona de conforto e conhecer outras narrativas e abordagens ;) Acho que darei uma chance à obra. Ah, as fotos ficaram lindas! Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Achei o livro bem interessante e muito bonito graficamente.
    Ademais, parabéns pela resenha e pelo blog: ele está lindo! <3
    Beijos,
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  8. Apesar de ter achado o enredo interessante, não é um livro que me interesse tanto.
    js, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Oi Luan, tudo bem? Eu já quis muito ler esse livro, mas depois acabei vendo classificações medianas e desanimei um pouco, apesar de achar o enredo até interessante, criaturas misteriosas que só o Kenny pode ver. Adoro a cultura japonesa, e amo animes, mas até hoje nunca li um livro escrito por um autor japonês e tenho vontade de conhecer, mas acho que irei começar por "Battle Royale", achei a diagramação do livro bem bonita... a editora foi bem cuidadosa, e adoro essa capa.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  10. Arrasou na resenha! Adorei a forma como você escolheu para contar sua experiência com o livro e, tenho que falar das fotografias. *-* Estão muito lindas! Completou a obra de arte! Mesmo não sendo uma leitura muito confortável acho que você mostrou seu esforço e, se o final foi bacana fiou feliz! =) Acho que essas experiências que passamos com os livros são sensacionais!

    Abraços!
    www.pensamentosvalemouro.com.br
    http://nospoeticos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bom?
    Esse livro também seria uma fuga da minha zona literária. Achei interessante pela cultura japonesa e por citar youkais, seres presentes nos desenhos japoneses que já assisti. Acho que é um livro que pode me surpreender positivamente.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. - INDO ROUBAR ESSES POST-IT U.U KKKKKKKKKKKKKK

    Enfim, gostei muito da sua resenha. Infelizmente é uma obra que não fiquei curiosa para ler. Até porque cultura japonês não me dá curiosidade de conhecer. Mas mesmo assim a capa e a diagramação está incrível, principalmente pelos detalhes da língua japonesas e esses símbolos que não entendo nada.
    Enfim, beijos sucesso!

    ResponderExcluir

グラスホッパー (gafanhoto), se gostou da postagem e está passando para comentar aqui, desde já, muito obrigado, e lembre-se, boas inspirações! ❤