[Resenha] Sedução no Convento

22 de agosto de 2015


   
Bom!
Revisão: Magna R. Theobaldo | Páginas: 165 | Lançamento: 2015 | Primeira Edição | Skoob | Compre | Livro cedido em parceria pela Companhia Editora Nacional.
“Dois corpos cedem ao prazer, duas almas cedem o amor."

 Oi, pessoal! Tudo bem? Hoje venho trazer minha opinião do mais novo lançamento da Companhia, que se passa em uma época totalmente encantadora. Em "Sedução no convento" conhecemos a história de um casal, que um é bastante desejado pelo outro, onde temos a paixão intensa do jovem orfão Marcel, nascido em 1960, na cidade de Saint-Malo, por uma noviça chamada Collete

 A vida do rapaz não é fácil, ele perdeu sua mãe no parto e seu pai já havia falecido pouco antes dele nascer, eles eram uma pobres e nenhum membro da família quis abrigá-lo em suas casas, por sorte ele acabou sendo escolhido por irmãs de um orfanato.  Marcel desde cedo já trabalhava, assim que foi alfabetizado começou a ajudar na limpeza e por fim, no campo. 

 Ao passar do tempo, a sua "solidão" acabou o  tornando um rapaz forte e corajoso, e assim era desejado praticamente por todas as mulheres, mas ele sempre teve uma paixão maior por Collete, uma noviça do convento que ele era empregado e assim que avistou a moça seu coração disparou, cada vez que encontrava com ela se sentia mais atraído e desejado. Mas será que esse amor poderia dar certo?




 O enredo se passa totalmente em um piscar de olhos, durante a escrita pude perceber que eles nos traz um pouco de informações sobre a época e a cidade, porém, a leitura não funcionou totalmente comigo, o fato de ter uma repetição de fatos e até mesmo pode-se considerar o Marcel um cafajeste em algumas partes (algumas eles tinham também uma metáfora interessante, e outras eram totalmente confusas), mas podemos notar que ele não quer apenas prazer e sim, amor, ele já ficou com algumas moças totalmente por "diversão", mas assim que encontrou a noviça ele se apaixonou completamente por Collete e só pensa nessa mulher tão sedutora, o que irritou foi que a maioria de seus pensamentos era sobre sexo. 

 Se você gosta de coisas sobre época e cenas picantes irá gostar, entendo que Marcel está se descobrindo junto com a moça, mas as vezes fica meio entendiante algumas de suas relações, e também ele gostava de falar muito a respeito de quão ele era bonito, e desejado pelas moças. Em suma, o que mais gostei foi o final, que mesmo ser bem rápido, acabou chegando ao ponto que eu queria e até umas surpresas nele foram encontradas, mesmo sendo um pouco desalinhado. 


 Meus pontos negativos foram infelizmente o personagem principal e os capítulos serem bem curtos. A diagramação do livro está bem bacana, a fonte ficou bem legal e tipo, eu queria que o autor descreve mais durante os fatos acontecidos e não focasse apenas no que o personagem desejava. Caso se interesse pelo livro, irei ficar aguardando o seu comentário a respeito e mesmo com toda essa confusão não deixou de ser uma obra fluída.

 "Lembrar é viver novamente o momento, sem saber qual parte é sentimento e qual é acontecimento..."

2 comentários:

  1. Oieeee Luan ^^
    Não fiquei muito curiosa para ler esse livro, primeiro por causa da quantidade de páginas (acima de 200 para mim, obrigada, de nada ^^), segundo por causa da história mesmo, e terceiro porque você não curtiu 100% kkkkk' Gostei do quote no final da resenha :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luan! Tudo bem? Confesso que não fiquei muito curiosa para ler "Sedução no convento". Não sou lá de ler muitos romances, mas quando eles possui empecilhos como o convento, acabo cedendo a essas leituras. O problema é o foco que o autor parece dar... Nada contra cenas hots, mas um livro que se baseia nisso e não aproveita a ambientação (que é bem interessante) definitivamente não é um livro que irá me agradar. De qualquer forma, curti a resenha! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

グラスホッパー (gafanhoto), se gostou da postagem e está passando para comentar aqui, desde já, muito obrigado, e lembre-se, boas inspirações! ❤