[Resenha] Filha da Floresta

3 de setembro de 2015

   
Ótimo!
Tradução: Yma Vick | Direção editorial: Flávio Machado| Páginas:607 | Lançamento: 2012 | Primeira Edição | Skoob | Comprar | Livro cedido em parceria pela Butterfly.
“(...) Aquele era nosso local de ritual, aquelas árvores guardavam em seus corações a história de nossas vidas (...)"

  Oi, pessoal! Como vão vocês? Yeah, mais uma resenha aqui no blog, dessa vez é de um do livros que mais me encantou esse ano (até o momento), e é claro que estou falando de “Filha da Floresta”, publicado pela Butterfly e acho que é o livro da editora mais conhecido pelos leitores e um bastante divulgado por eles. 

 A obra desde já me chamou bastante atenção por resenhas de blogs amigos, que inclusive a minha amiga Íris recomendou fortemente esse livro, outro ponto foi a capa, e por fim a leitura fluída, que em um instante já estava na metade da obra, e mesmo apresentando uma enorme quantidade de páginas ele foi perfeitamente perfeito (existe?!).



 Ao iniciar a leitura, temos uma nota da autora avisando algumas informações básicas, linguagens, cultura irlandesa, e também a respeito do que iremos encontrar durante o aprecio de sua escrita,a obra é um romance baseado no conto infantil germânico do Irmãos Grimm, que inclusive nunca ouvi falar do nomeado “Os Seis Cisnes”, porém dei uma lida a respeito e tive percepções do conto com o livro.

 Narrado em primeira pessoa, conhecemos Sorcha – destemida e cativante são as primeiras palavras que tenho de falar para vocês sobre ela – ela realmente me chamou bastante atenção e inclusive suas citações são bem reflexivas. Bom, ela é a sétima filha, que por "injustiça" do destino (como ela gosta de falar) ela nasceu menina, ao nascer foi uma luta tamanha, pois a sua mãe infelizmente teve que escolher ou a vida da sua filha ou a sua, e aconteceu que ela faleceu, ela é filha de Lorde Colum, um pai totalmente frio e distante dos seus filhso, e é caçula da turma, seus irmãos são nomeados Finbar, Conor, Padriac, Liam, Diarmid e Cormack



 A relação de Sorcha com o seu pai não é totalmente as melhores, como já avisei ele é bem frio com seus filhos, e também ele a vê ainda como uma criança e até proíbe de fazer algumas coisas (pois a garota tem um espírito totalmente aventureiro), muitas vezes o pai me aparenta ter um pouco de “raiva” com o que aconteceu no passado com a morte de sua ex-esposa, e a nossa protagonista também acha isso, apesar de Lorde Colum achar que a garota é um “bebê” ainda, em minha impressão ela parecia ser a mais madura, corajosa e que vai atrás do que quiser do que seus irmãos, um ponto para quem é feminista (haha).



 Sevenwaters ou na tradução, sete águas, é um lugar estranho, só que ao mesmo tempo mágico, lá é protegido por homens silenciosos e criaturas daquele local, incluindo os sábios. Uma das coisas que Sorcha adora fazer é ficar em um telhado onde tem uma visão da extensa floresta daquele local, onde lá, para ela, seria o lugar mais favorável para contar histórias e segredos, porém tudo acaba se tornando um pesadelo quando seus irmão sofrem uma maldição e seu pai encontra um novo amor, Lady Oonagh. 

 Bom, esse livro foi realmente uma ótima leitura, eu estava com bastante interesse para conhecer a escrita da Juliet Marillier faz tempo e as minhas considerações finais a respeito da diagramação é que está digníssima, o início dos capítulos tem estilo de folhas de árvores e impressão de livro antigo, e além do mais temos um mapa da Bretanha e da Irlanda, pois cenário da obra é ambientado. Felizmente, a personagem me conquistou, para ela, o mais importante é sua família estabelecer bem e que consiga se tornar mais unida, os personagens secundários também me encantaram e a obra em si me fez desejar os próximos livros dessa trilogia e por final, dedico a todos os leitores desse blog. 

" - Creio que nossa mãe nos deixou uma coisa importante (...) Uma parte dela em cada um de nós."

4 comentários:

  1. Acho a capa e a diagramação linda!! Fiquei tentada a comprar, mas como não conhecia a história acabei deixando de lado. Me interessei ^^ Adorei a resenha

    ResponderExcluir
  2. Oi Luan!

    Nossa eu amoo essa série! Chorei, sofri, me aventurei e me apaixonei pela estória! É simplesmente linda! E agora a Butterfly lançou o quarto volume e eu estou super ansiosa para ler e para compra-lo haha! Adorei a resenha e me lembrar de quando eu li o livro! *.*

    Abraços!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Luan! Tudo bem?

    Cara, achei o livro incrível, sua resenha é ótima! Parabéns!
    Espero poder ler em breve :)

    Convido-o para conhecer e caso queira, seguir nosso blog Irmãos Livreiros.

    Forte abraço!
    Daniel Moraes
    http://www.irmaoslivreiros.com/

    ResponderExcluir
  4. Que bonita essa capa e diagramação! Adorei sua resenha, você escreve muito bem :} fiquei bem curiosa por esse livro, cultura irlandesa é algo totalmente novo pra mim.

    Beijoss

    ResponderExcluir

グラスホッパー (gafanhoto), se gostou da postagem e está passando para comentar aqui, desde já, muito obrigado, e lembre-se, boas inspirações! ❤