SOBRE DESVENTURAS & SÉRIES QUE IREI COMEÇARA

16 de janeiro de 2017
AQUELE TRIO NOSTÁLGICO <3

Hello, everyone! Como andam as leituras? 
😊 Bom, irei mudar um pouco o foco de 'livros' aqui no blog para séries! Cadê os fanáticos pela Netflix que nem eu? HAUHAUHUAHU, essa postagem é especialmente feita para vocês. 

🔎 Resolvi fazer uma breve lista de seriados que estou doido para começar a acompanhar durante este mês de Janeiro - e também por inspiração ao lançamento de 'Desventuras em Série' pela rede de streaming, no qual eles estão apostando bastante e trazendo episódios de todos os livros da série.
Prairie Johnson é uma garotinha cega que desaparece. Sete anos depois, ela retorna, com a visão perfeita. A jovem (Brit Marling) tenta explicar aos pais o que aconteceu durante a sua ausência. Para a surpresa de todos, ela diz que nunca realmente se foi, mas estava em outro plano da existência... Num lugar invisível.

THE OA | EU ASSISTI O PRIMEIRO EPISÓDIO E FIQUEI ASSIM: ???? - que nem Black Mirror e Stranger Things - É AQUELA COISA DE NÃO ENTENDER NADA, MAS MESMO ASSIM QUERER MAIS, SABE? 😨 E além disso o enredo parece ser bem bacana, tipo como assim a menina desaparece e depois desse tempo todo ela volta depois de ser dada como morta? ESPERO NÃO ME DECEPCIONAR. OBRIGADO.



Um misto de mágica com tecnologia primitiva em um reino de fantasia. A história ocorre milhares de anos após a destruição da atual civilização, e é centrada na família Shannara, cujos descendentes possuem magia e protagonizam aventuras com o poder de remodelar o futuro do universo.

THE SHANNARA CHRONICLES | QUE. CENÁRIO. É. ESSE! 😱 O que mais me encantou de tudo além dos personagens e também o fato de ser uma série de fantasia sobre elfos foi o cenário que é lindo e maravilhoso - cara de quem fica doido para estar em tal local quando vai assistir a série - e além de tudo temos uma protagonista bastante voraz e encantadora, junto com mais dois personagens, que também ganham bastantes pontos positivos na atuação e personalidade.


Quando uma jovem e magra aspirante a modelo morre em um acidente de carro, a velha batalha entre cérebro x beleza está prestes a dar uma guinada. Ela volta à vida no corpo de uma brilhante e criativa advogada "plus-size".

DROP DEAD DIVA | ESSA SÉRIE É BEM LOUCA, ENGRAÇADA E ALÉM DISSO TRAZ VÁRIOS PONTOS REFLEXIVOS, ela é um pouco antiga (de 2009) só que eu até agora assisti apenas a primeira temporada, mas eu adoro tanto, mas tanto a protagonista, hahaha. PRECISO VOLTAR LOGO COM ESSA MARAVILHA <3



Os órfãos Baudelaire são três irmãos muito inteligentes; Violet é a mais velha, Klaus é o irmão do meio e Sunny é a mais nova, com três anos. Quando seus pais morrem, eles passam a morar com diferentes tutores, e o primeiro é Conde Olaf, que irá tentar roubar a enorme herança deixada pelos pais.
DESVENTURAS EM SÉRIE | Mas é claro que não poderia faltar, não é mesmo? Estou assistindo o terceiro episódio desta série e estou adorando todas as atuações, porém eu ainda acho que prefiro o do filme, talvez seja também por conta dele me trazer uma boa nostalgia - pois o filme sempre passava na sessão da tarde, hahaha, quem lembra? -. A MINHA PERSONAGEM FAVORITA É A SUNNY, SEM MAIS! 😍


Pois é gente, são essas algumas das séries que pretendo assistir ainda este mês e assim espero que consiga conclui-las logo, logo! 🙌

Ah, além disso tem mais séries que irão entrar no catálogo da Netflix então pode ser que acabe mudando com o tempo - sem falar de mencionar que estou assistindo loucamente a segunda temporada de shadowhuntes -. E vocês, o que estão programando para assistir este mês? Me contem! 💖

DIA DO LEITOR + O HERÓI IMPROVÁVEL DA SALA 13B

7 de janeiro de 2017
SE EU SUMI??????? OI????????? Primeiramente mil desculpas pelo sumiço! Engraçado que eu escrevi aqui todo animado falando que iria voltar e tal com mais postagens e adivinhem? EU NÃO VOLTEI! NOSSA, SÉRIO, DESCULPAS MESMO! Agora voltando... Primeira postagem de 2017, yay!

FELIZ ANO NOVO, um ano recheado de coisas boas pra gente e várias conquistas!  Muita coisa mudou durante este tempo, inclusive o nome do blog de Entre Utopias para Justificou - e ah, voltamos para o blogspot, é a crise, hahaha - hoje é dia do leitor, então, parabéns pra genteee, espero que este ano seja recheado de bons lançamentos =) Então para comemorar, vamos para uma resenha? Vamos, vamos! 🎉

Em "O Herói Improvável da Sala 13B", publicado pela Bertrand Brasil e escrito por Teresa Toten, conhecemos Adam Spencer Ross, ele tem TOC (transtorno obsessivo compulsivo), este é o primeiro livro que leio sobre o tema e parei para pensar que este assunto ainda não é bastante discutido na mídia, fazendo com que as pessoas vejam que este problema é uma coisa mínima, sem grande valor, mas não param para pensar na quantidade de problemas que poderá trazer com este transtorno, eu por exemplo não sabia muita coisa a respeito, mas após ter lido esta obra eu consegui ter uma percepção deste assunto, pois a autora demonstra ele de forma clara e objetiva. 

Adam participa de um grupo de apoio de jovens com TOC - QUE É A COISA QUE ELE MAIS ODEIA NESSE MUNDO - porém não para por aí, pois ele também passa por vários problemas familiares, o que resulta no desânimo da sua vida. 
Porém quando tudo estava praticamente desmoronando ele acaba conhecendo Robyn, uma jovem que faz parte também do Grupo de Apoio - desse modo faz com que ele se interesse mais pelas reuniões -. 

Alguns objetivos desse Grupo de Apoio é uma lista feita com ajuda de Chuck que é o líder do grupo, representando os objetivos e também no que ele acredita e assim que Adam conhece a Robyn ele torna-se obcecadamente apaixonado por ela a cada dia que se encontram - tanto que, um dos seus objetivos é casar com ela -. Eu não sei o por quê, mas sempre quando eu lia os diálogos da Robyn acabava imaginando ela como a personagem de How I Meet You Mother, não sei se foi por causa do nome, ou por suas características. 
O Young Adult (jovem adulto) é narrado em terceira pessoa, a autora faz com que todos os sentimentos dos personagens sejam transferidos para o leitor, mesmo apresentando uma linguagem detalhada, mas com que não torne a obra exaustiva - tanto que os capítulos são bem curtinhos, o que facilita ainda mais o desenvolver da história -. 

A obra não retrata apenas no romance e os problemas da vida de Adam, ele demonstra até uma motivação para pessoas com TOC e também um pouquinho a respeito de religião, por exemplo, a Robyn ela tem o desejo de ser católica e o Adam acaba ajudando ela com isso e este tema encaixou-se perfeitamente no livro. 
Mas no final, por quê esse título? Temos os personagens que ganham apelidos com denominação de super heróis, por exemplo: Thor, Wolverine, Lanterna Verde e por aí vai -, mas ainda tem outra coisa, pense comigo: O NOME DELA É ROBYN! Então... DE 'ADAM' ACABOU VIRANDO 'BATMAN' E FIM DA HISTÓRIA

Este livro mexeu bastante comigo, os personagens, os assuntos abordados e principalmente o final fez com que realmente me prendesse na história. Além do mais ele me pegou bastante de surpresa, pois eu estava com uma ressaca literária e quando fui reparar eu já tinha finalizado a leitura e fiquei tipo... PRECISO DE MAIS LIVROS DESSA AUTORA URGENTEMENTE!
Uma leitura tranquila, fazendo com que o leitor torça até o final para o bem do protagonista e além disso, exposição de questões complexas narradas de forma cativante levando o leitor apaixonar-se pela história do início ao fim.

"Acredito que sou um mentiroso, porque preciso esconder todas as coisas que tenho para esconder. É difícil me lembrar de onde uma mentira termina e outra começa. Acredito que mentir tanto assim o muda, o deixa doente."



⭐⭐⭐⭐⭐
Allons-y, @justificou!