RESENHA | O FANTASMA

1 de maio de 2017


Título: O Fantasma
Autor: Jo Nesbø
Um caso de Harry Hole
Publicação: Grupo Editorial Record
Ano de Publicação: 2017
Número de Páginas: 461

 [+] Cedido em parceria com a Editora para resenha.
______________________________________________________
S I N O P S E : Para salvar aqueles que ama, Harry Hole precisará enfrentar seus próprios fantasmas em mais um caso brutal que abala Oslo. Depois de três anos morando em Hong Kong e tentando fugir dos traumas de sua vida como detetive em Oslo, Harry Hole retorna à Noruega. O impensável aconteceu: Oleg, o menino que ele ajudou a criar, foi preso, acusado de matar um traficante de drogas. Harry não acredita que ele seja um assassino e inicia uma caçada para prender o verdadeiro culpado. Apesar de não pertencer mais à Divisão de Homicídios, Harry tem um novo caso a resolver. Mais uma vez ele percorrerá o submundo de Oslo, onde uma nova droga está se tornando bastante popular. Mas isso não será o suficiente para salvar Oleg. Para provar a inocência do rapaz, Harry será obrigado a confrontar o próprio passado.
________________________________________________________________________________

Nono livro dos casos de Harry Hole, "O Fantasma" traz uma nova evolução nas escritas do Jo Nesbø, onde de fato a apresentação do título seria uma filosofia a respeito da luta dos nossos próprios fantasmas. Apesar de ser uma série, esta obra pode ser lida de forma independente e para quem sempre acompanhou a escrita do autor terá uma ótima experiência. Harry Hole é um inspetor bastante renomado, viveu três anos em Hong Kong e resolve retornar para Noruega por conta de um fato que acabou afetando a sua família. 

É mais um livro que aborda a injustiça encontrada em tribunais, o filho da sua mulher Rakel acabou sendo preso por assassinato. E com toda a preocupação em cerca do Oleg o protagonista vê que este jovem foi acusado de forma desonesta e então resolve seguir todas as pistas deste fato, só que típico de Nesbø outros acontecimentos serão apresentados que aumentam o terror do processo e além disso tudo teremos coisas ligadas ao passado do próprio protagonista. ⠀ 


De certa forma este livro foi uma surpresa para mim, no início eu achei a escrita do autor bem massante e algumas das considerações que levei logo a respeito foi por ser meu primeiro contato com ele.  E sim, de certa forma isso me incomodou um pouco, mas depois de muitas tentativas a leitura (finalmente) avançou, é um daqueles livros que melhoram após as cem primeiras páginas.  

A linguagem de Jo Nesbø é bastante rica, com alguns detalhes a cerca dos crimes, tanto que o surgimento de uma nova droga nomeada "violino" é repleta de detalhes, de como surgiu, entre outros... E ah, por um sinal apenas, isso me lembrou um pouco de Sherlock Holmes por causa dele gostar bastante do seu violino, não tem nada relacionado a história, é apenas uma observação. 
E além disso traz a narrativa de outro personagem que veio a falecer (não é spoiler, logo nos primeiros capítulos já sabemos disso) e junto temos a divisão de partes. Para quem ainda não leu nada deste autor eu sugiro não começar por este, porque a leitura poderá incomodar, como foi o meu caso, ou se for melhor leia uma resenha para você já ter uma percepção dos outros casos. Muita coisa a respeito do protagonista não devem ser muito comentadas, porque qualquer desvio poderá levar a um spoiler da série inteira, então desde modo vocês podem observar o quanto estou sendo atencioso nesses comentários.

A diagramação que o Grupo Editorial Record deixou está bem simples, as páginas são amareladas, com fonte comum, mas o que não deve deixar de notar é que cono eu já tinha mencionado, assim que temos a narração do falecido a fonte acaba mudando, o que ajuda bastante o leitor a compreender quem é quem nessa história. 
Gostei bastante de como o próprio autor abordou o assunto a respeito de drogas e tráfico, contudo, ele é uma ótima aposta para quem aprecia o gênero suspense e deseja uma leitura mais realista do que encontramos diariamente na sociedade, espero ter oportunidade em ler os primeiros livros, porque isso irá me ajudar ainda mais na compreensão deste.

[NOTA: 4.0]
Allons-y, @justificou!

11 comentários:

  1. Eu não conhecia o autor e a obra (mas foi bom a sua indicação sobre começar com outra). Eu curti a premissa da história e achei filosófica essa ideia de "fantasmas". Curti sua resenha e achei as fotos lindas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ei Lu.

    Normalmente esse tipo de leitura requer muita atenção do autor, por isso tem pessoas que têm dificuldade. Normalmente eu leio meus livros vendo TV, mas tem livro que não dá. Tem livro que eu só compreendo se me trancar no quarto e prestar atenção em todas as partes, senão me perco. Esse é um deles.

    Eu já ouvi falar muito bem dos livros dele, morro de curiosidade para ler.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
  3. Indicação sensacional! É o tipo de livro que prende o leitor numa cadeira, amarra numa corda e só larga quando o livro acabar. Detalhar os crimes não é fácil, mas é uma ótima estratégia para prender o keitor, que sempre fica curioso, nesses casos.

    ResponderExcluir
  4. Já conheço o livro, mas não o li ainda. Como gosto de suspense, ele já está há tempos na minha lista para leitura. Drogas e tráficos são um bom pano de fundo para enredos de suspense e policial, um dos motivos que a leitura me despertou interesse.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. É o tipo de leitura que agrada bastante. Sou fã de tramas com investigadores. pena que não li nenhum livro do autor até agora!
    Gostei da sinceridade na opinião sobre a leitura. Já li muitos livros que só despertaram meu interesse da página cem em diante.

    Bjos,
    Cidália.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Confesso que não é um tipo de leitura que faço comumente, até porque não leio muito o gênero, mas tenho uma amiga que é muito fã e sempre me fala dele, me fazendo sempre ter uma curiosidade. Com a sua resenha e a parte que o autor escreve muito bem, fiquei mais animada ainda. Qual livro eu posso então começar a ler o autor?
    Beijos e ótima resenha,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Isso é um tipo de leitura que me interessa! Ainda não li nada do autor, mas vontade não falta. Amei as fotos da resenha e ela propriamente dita. Super bem feita. Parabéns

    ResponderExcluir
  8. Olá! Fiquei curiosa para ler o livro. Tem uma temática interessante e gostei bastante das fotos que usou no post. Ótima resenha, bjo

    ResponderExcluir
  9. Olá, não conhecia a obra e já fiquei curiosa...
    As imagens que você utilizou chamam bastante a atenção!

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi, Luan :)
    Acho as capas das obras do Jo maravilhosas!!! A Record arrasa nas escolhas.
    Adoro um suspense policial, isso se reflete na minha adoração pelas obras do James Patterson, Halan Coben, Dan Brown e recentemente Michael Connelly.
    Me incomoda saber que muito do protagonista não é revelado visto que é distribuindo nas outras obras que compõem a série dele. Não fico incomodado com enredos policiais que trabalham como se fossem episódios de seriados policiais, fico quando tem particularidades dos protagonistas mencionadas em outros livros ao invés do que eu estou lendo, quando fazem menções a fatos que eu desconheço por não ter lido os livros anteriores, sabe.
    Adorei a resenha e muuuuuuito as fotos. Quero aprender a tirar fotos tão belas como as tuas!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Oi LU, tudo bem?
    Esse título me deixou super intrigada, ainda mais quando falou que questões relacionadas com o passado dele serão reveladas. E o que está por trás da prisão do filho da mulher dele? Ele está sendo usado? Mas será que ele é totalmente inocente??? Estou super curiosa para descobrir!!!! Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

グラスホッパー (gafanhoto), se gostou da postagem e está passando para comentar aqui, desde já, muito obrigado, e lembre-se, boas inspirações! ❤